Direcção Artística

António Pinheiro – Director Musical (Conductor)

António Carlos Rodrigues Pinheiro, nasceu em Crestuma, em 1979, tendo obtido a sua formação musical na Escola de Música da Sociedade Filarmónica de Crestuma, na qual foi também docente e na Fundação Conservatório Regional de Gaia, onde, entre outros, teve como mestre o Professor Saúl Silva.

Frequentou Workshops de Interpretação de Música Ligeira, orientados por Tony Alves e Hugo Gama. Estudou, a título particular, Direcção Musical com o Maestro Professor Luís Macedo, nas vertentes Orquestra de Sopros e Orquestra Sinfónica. Participou em cursos de Direcção de Banda, com os Maestros António Saiote e José Rafael Pascoal Vilaplana.

É percussionista na Banda Musical de Souto (Santa Maria da Feira).

Graças à sua faceta de multi-instrumentista, actua frequentemente como Clarinetista, Percussionista, Saxofonista e Teclista, com os mais variados agrupamentos musicais: bandas filarmónicas e orquestras de sopros, orquestras ligeiras, grupos corais, grupos de música ligeira, música tradicional portuguesa e música de câmara, destacando-se colaborações com algumas das melhores bandas filarmónicas nacionais, como a Banda Marcial de Fermentelos e a Banda da Trofa.

Colaborou com a Orquestra de Jazz do Conservatório de Música do Porto, com a qual realizou uma gravação para a rádio Antena 2, actuou no programa “Verão Total” da RTP1, no Centro Cultural de Belém e no Casino de Espinho.

Trabalhou com alguns dos mais reputados maestros e compositores portugueses: Afonso Alves, António Saiote, Carlos Marques, Hugo Oliveira, Luis Cardoso, Luis Macedo, Manuel Luis Azevedo, Paulo Filipe Carvalho, Valdemar Sequeira, entre outros.

Fruto do seu trabalho e dedicação à Arte Musical foi, com muita naturalidade, convidado a assumir cargos de direcção, tendo sido fundador e maestro da Orquestra Juvenil de Crestuma (actualmente designada por Orquestra Ligeira da Sociedade Filarmónica de Crestuma), a qual dirigiu durante 3 anos, tendo mantido a sua colaboração com esta orquestra até 2006. Entre Maio de 2009 e Agosto de 2011 foi maestro da Orquestra Ligeira “La Belle Époque”. É, desde 1999, Director Musical do Grupo Coral “Vozes de Esperança”.

Em Outubro de 2011 foi um dos fundadores da orquestra “Invicta Big Band”, da qual é Director Musical.

Possui uma larga experiência a nível do ensino da música sendo, alguns dos seus antigos alunos, músicos de mérito reconhecido.

Actuando em diversos campos musicais foi premiado em vários concursos.

Foi Mentor e Fundador da Banda Fórum – Filarmónica Portuguesa – A Primeira Banda Filarmónica do Mundo formada na Internet, na qual, para além de músico, desempenha funções organizativas.

Com a Banda Fórum tem-se apresentado de Norte a Sul do país, destacando-se salas emblemáticas como o Europarque e a Casa da Música no Porto.

Fez parte do júri da fase regional do Concurso Nacional de Música do INATEL – 2010.

Participou como músico em gravações da Sociedade Filarmónica de Crestuma, Let’s Groove Big Band, Orquestra de Jazz do Conservatório de Música do Porto e Banda Musical de Souto; como músico, director musical e produtor, em gravações do Grupo Coral Vozes de Esperança e Orquestra Ligeira La Belle Époque.

Participou na estreia mundial dos espectáculos “Symphonic Clapton – Tributo a Eric Clapton” e “Harmonic4Concept – Best Philarmonic Rock Ever”, que reuniram mais de 200 músicos e nomes como Clapton Adiction, DR1VE, Joana Andrade, Ricardo Azevedo e The Loyd.

Lançou, em Outubro de 2010, o seu primeiro livro “Uma Comédia Pouco Divina” que, entre outros textos, contém letras escritas para projectos de música original portuguesa em que participou.

É Licenciado em Marketing pelo Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto, exercendo a sua actividade profissional nessa área.

Teresa Sala – Directora Musical Adjunta e Stage Manager (Assistant Conductor)

Teresa Pires Pereira Sala, flautista e saxofonista, nasceu a 19 de Abril de 1989 na freguesia do Bonfim, concelho do Porto.
Aos 5 anos de idade inicia o seu percurso musical no grupo coral e na escola de música da freguesia onde nasceu.

Em 1999, começa o seu estudo em flauta transversal com o Professor João Paulo Köck. Três anos mais tarde ingressa no Conservatório de Música do Porto, na classe da Professora Iwona Saiote, concluindo o 8º grau em 2010, com distinção.

Entre 2008 e 2011, integrou a “Banda Marcial da Foz do Douro – Filarmónica do Porto”, na qualidade de Chefe de Naipe – Solista A, na qual foi responsável pedagógica pela escola de Música e Maestrina da Orquestra Juvenil “Os Bandamecos”, orquestra fundada pela mesma em Março de 2010.

Em 2011 é convidada pelo Maestro Valdemar Sequeira para integrar a Banda de Antas – Esposende, na qual foi também Chefe de Naipe – Solista A e professora da classe de flauta na respectiva Escola de Música.

No mesmo ano integrou o colectivo de músicos que fundaram a Invicta Big Band – Orquestra Ligeira da Cidade do Porto.

Fez parte de várias Orquestras Ligeiras, tendo integrado a Orquestra de Jazz do Conservatório de Música do Porto, onde tocou Saxofone e Flauta e com a qual gravou para a Antena 2 da RDP, tendo actuado ao vivo em programas da RTP e em salas emblemáticas como o Centro Cultural de Belém e o Casino de Espinho.

Participou em workshops de Interpretação de música ligeira (na vertente swing e música latino-americana) com o Maestro Tony Alves e com o saxofonista Hugo Gama.

Fez parte do júri da fase regional do Concurso Nacional de Música do Inatel em 2010.

Colabora frequentemente com bandas filarmónicas e outros ensembles musicais, quer como flautista, quer como saxofonista, tendo actuado várias vezes em grandes salas de espectáculos como a Casa da Música (Porto), Rivoli (Porto), Coliseu do Porto, Centro Cultural de Belém (Lisboa), Pavilhão Atlântico (Lisboa), Casino da Figueira da Foz e em diversos programas da RTP1, tendo trabalho com reputados maestros e músicos nacionais e estrangeiros.

Participou na estreia mundial dos espectáculos “Symphonic Clapton – Tributo a Eric Clapton” e “Harmonic4Concept – Best Philarmonic Rock Ever”, que reuniram mais de 200 músicos e nomes como Clapton Adiction, DR1VE, Joana Andrade, Ricardo Azevedo e The Loyd.

Actualmente, é flautista na Banda Musical de Souto (Santa Maria da Feira) e na Banda Fórum – Filarmónica Portuguesa; saxofonista, flautista, directora musical adjunta e stage manager na Invicta Big Band – Orquestra Ligeira da Cidade do Porto.

João Rodrigues – Road Manager

João Rodrigues

1 pensamento em “Direcção Artística

  1. Pingback: Invicta Big Band - Orquestra Ligeira da Cidade do Porto | António Pinheiro